sábado, 14 de janeiro de 2012

AINDA HÁ TEMPO PARA DEUS AGIR!



Olhando através do vidro, eu os via juntos.

Mãos dadas, caminhavam alegremente como se não houve nada no mundo além do dois, sorriso no rosto.

Parece que o tempo não tinha passado, me peguei pensando na mesma cena que vi há mais de vinte anos atrás, quando esse mesmo casal se amavam e esse amor para eles era "eternamente". Ela uma menina, ele um rapaz com vontade de ser homem. Tanta coisa aconteceu, tantas lágrimas rolaram do rosto dessa mulher, que agora sorri!

As dores marcaram sim seu coração, mas o amor por ele sobrepujou a tudo (Exceder em altura; elevar-se sobre; sobrelevar).

Amar é isso né? Passar por cima das dificuldades, por cima dos problemas, por cima das dores, das perdas. Será que nesses vinte anos esse amor não diminuiu? Claro que sim, mas coube a ela manter aquecido aquele lar. Como num fogão à lenha que é necessário que sempre esteja mexendo naquelas brasas para que não se apaguem. É necessário "movimento" para manter a chama acesa. E deu certo.

Os filhos ao redor daquela mesa, não podiam olhar a cadeira da cabeceira da mesa vazia. O lugar na cama, não podia estar vazio, o coração daquela mulher não podia estar vazio, havia um espaço e aquele espaço tinha o nome dele!


Nunca é tarde para Deus reconstruir, cabe a nós querer essa reconstrução ou não. Infelizmente muitas não querem.

Ela não, ela era diferente!

Continuo a olhar para eles, que vão afastando-se da minha visão, vejo-os de longe e penso: Valeu a pena!

Me preparo para ir embora, levo no meu coração o sorriso deles.

Engraçado ela tem o mesmo sorriso de menina de vinte anos atrás, ele mais maduro sim, mas quando olha para ela, pelo menos hoje parecia aquele rapaz que um dia olhou para ela e se apaixonou e disse que seria para sempre.


Me demoro mais um pouco.......Não queria perder aquela linda visão.





Com amor,






Pastora Arlete



3 comentários:

Janne!!! disse...

Não sei...
Mas passa uma emoção
Intensa
E Transparece
Em cada palavra
Tanta experiência
Vivências sofridas...
Mas tudo já passou, foi bom ou ruim já passou!!!
Hoje nos resta escrever, mesmo o amargo vale apena lembrar, pois é a nossa história, e elas são lindas, pois são únicas em cada ser.
O meu "sofrimento” serve hoje de fortalecimento p/ o meu dia-dia bjus, amei a história...

misedna disse...

Posso estar enganada,mas parece que conheço essa história.
A graça de Deus , com certeza foi a principal coadjuvante em todo o percurso.
A reconstruçao não é fácil,mas não também não é impossível.Haveria alguma coisa difícil demais para Deus? Posso responder por mim , sempre é tempo para Deus agir .
Ainda bem !!!!!
Edna

Valeu Letinha.

cida augusto disse...

A reconstruçao não nada é fácil,
mas em Deus torna-se possivel...
bjos amiga